Internacional

Apresentadora britânica atacada com ácido pelo ex-namorado desabafa após 400ª cirurgia: "É maravilhoso estar viva"

A também modelo falou sobre os ataques de que é alvo nas redes sociais.

Katie Piper, apresentadora britânica que em 2008 foi atacada com ácido por um ex-namorado, falou abertamente sobre o sucedido depois de se submeter à 400ª cirurgia num período de 12 anos.

A britânica, de 37 anos, considera que é “maravilhoso” estar viva, não ficando “abalada” a cada nova operação e relembra a situação de outras mulheres, que não têm as mesmas oportunidades, por terem nascido noutros países.

“Podes ver as coisas dessa forma [o lado mau], ou podes dizer que é maravilhoso estar viva porque mulheres que sofrem ataques com ácidos noutros sítios acabam por morrer. Elas não têm um sistema público de saúde e não têm os medicamentos que temos aqui. Então penso que não posso ficar triste, fico feliz por estar viva", disse, citada pelo Mirror.

Katie admite que é alvo de ataques nas redes sociais por causa do seu aspeto físico, mas garante que também não deixa que isso a afete.

"Imaginamos o que essa pobre pessoa passou no passado para ter tanta raiva, ser dessa forma. Eu só me sinto mal por eles", disse.

A apresentadora foi atacada pelo ex-namorado e por um cúmplice deste e acabou por sofrer graves ferimentos no rosto e perder a visão de um olho. Os dois agressores foram condenados a prisão perpétua, mas um deles foi libertado em 2018.

Veja a fotogaleria.