Economia

Aeroporto de Lisboa foi distinguido como “Best European Airport 2020”

O prémio atribuído pela ACI Europe (a organização internacional dos aeroportos), na categoria de aeroportos que operam entre 25 e 40 milhões de passageiros, distingue a responsabilidade e compromisso do Aeroporto Humberto Delgado face à pandemia covid-19.

O Aeroporto de Lisboa foi distinguido como “Best European Airport 2020” pelo ACI Europe, a organização internacional dos aeroportos. Segundo a organização, este prémio distingue a responsabilidade e compromisso do Aeroporto Humberto Delgado face à pandemia covid-19.

Em comunicado, a ANA – entidade que gere a infraestrutura aeroportuária – refere que o Aeroporto Humberto Delgado “implementou medidas de proteção desde o início da crise (dezembro de 2019), em estreita colaboração com as autoridades de saúde, adicionando medidas e melhorando procedimentos sempre que necessário”. “A distinção para Lisboa ocorre na categoria de aeroportos que operam entre 25 e 40 milhões de passageiros”, acrescenta a nota.

“Para além de seguir as orientações da entidades de Saúde, a ANA promove o desenvolvimento da inovação aplicada à operação aeroportuária com vista a aumentar a segurança sanitária e a melhorar a experiência do passageiro. Seguindo em cumprimento de normativo nacional e internacional, o aeroporto adapta sempre que necessário os seus espaços às medidas de mitigação do contágio necessárias. Para além das recomendações de distanciamento físico – através de sinalética e adequação dos espaços -, de reforço da limpeza e desinfeção com utilização dos procedimentos mais inovadores, medição de temperatura a todos os passageiros que chegam, foram ajustados os fluxos de passageiros de forma a prevenir concentrações e implementada uma forte campanha de comunicação/informação aos passageiros”, refere a entidade no comunicado.

No passado mês de junho a ANA recebeu também a distinção do selo CLEAN & SAFE do Turismo de Portugal atribuída aos seus aeroportos, e em setembro a certificação da Bureau Veritas que resulta de um processo de auditoria.

“A ANA está totalmente empenhada em contribuir para o esforço nacional de mitigação dos riscos assegurando, com a maior segurança possível, a continuidade do serviço público, a operação nos aeroportos de Portugal”, lê-se ainda na nota.

Nicolas Notebaert, CEO da VINCI Airports, afima que "estamos muito honrados com a parceria que tem sido seguida com as autoridades portuguesas desde 2013. A VINCI Airports pretende continuar a desenvolver o Aeroporto de Lisboa como uma porta de entrada eficiente, sustentável e inovadora, que irá contribuir para a recuperação económica e do setor do turismo em Portugal”.