Desporto

Sporting rescinde contrato com diretor-geral das modalidades envolvido em caso de violência doméstica

Miguel Albuquerque estava suspenso do Sporting desde 22 de outubro

O diretor-geral das modalidades do Sporting, Miguel Albuquerque, vai rescindir contrato com o clube por estar envolvido num caso de violência doméstica, avança o jornal Record.

Miguel Albuquerque estava já suspenso desde 22 de outubro deste ano e entretanto, segundo a mesma fonte, a proposta de rescisão terá partido do Sporting.

Recorde-se que Miguel Albuquerque começou a ser julgado por violência doméstica contra a ex-mulher no ano passado, em maio, chegando a ser condenado a dois anos e dois meses de prisão com pena suspensa por violência psicológica e física contra a ex-mulher, Carla Pereira, também funcionária do Sporting, noticiou o Correio da Manhã, que chegou a divulgar um acórdão do Tribunal Criminal de Lisboa referente a este caso.

Miguel Alburquerque chegou ao Sporting em 2000 e começou como diretor da secção de futebol. Só a partir de 2011/12 passou a assumir o cargo de diretor-geral de futsal e, mais tarde, desde setembro de 2018, das modalidades.