Internacional

Negociações do Brexit interrompidas devido a caso positivo de covid-19 na comitiva da UE

Michel Barnier, responsável da UE para as futuras relações entre Londres e Bruxelas, confessou ter decidido com o seu homólogo britânico, David Frost, “suspender as negociações".

Um membro da comitiva da União Europeia (UE) nas negociações pós-Brexit testou positivo para a presença do novo coronavírus, obrigando à suspensão das mesmas, num momento crítico de tomada de decisões.

Aproxima-se o fim do prazo para a definição de acordo entre britânicos e a UE, e portanto esta suspensão torna-se crítica para a chegada a bom porto destas negociações. No entanto, Michel Barnier, responsável da UE para as futuras relações entre Londres e Bruxelas, confessou ter decidido com o seu homólogo britânico, David Frost, “suspender as negociações ao nosso nível por um curto período de tempo”, prometendo ainda que “as equipas continuarão o seu trabalho no pleno respeito pelas diretrizes” estipuladas no Acordo de Saída.

Frost acudiu ainda ao Twitter para declarar a sua “constante comunicação” com Michel Barnier, relembrando ainda que “a saúde das nossas equipas vem primeiro”.

O período de negociações vigora até 31 de dezembro de 2020, passando de seguida o Reino Unido e a Europa a trabalhar com base em regulamentações genéricas de comércio, que apresentam condições menos vantajosas da Organização Mundial do Comércio.