Internacional

Suspeito de raptar e matar Maddie vê liberdade condicional rejeitada

Vai continuar na prisão de Kiel, onde está por tráfico de droga, até janeiro de 2021.

Christian Brueckner, aquele que continua a ser o principal suspeito do rapto e morte da Maddie McCann, viu, esta quinta-feira, ser rejeitado o seu pedido para sair em liberdade condicional.

O tribunal de Braunschweig, na Alemanha, decidiu assim que Christian Brueckner terá de continuar a cumprir pena na prisão de Kiel, por tráfico de droga até 7 de janeiro de 2021, data em que termina a sentença.

Recorde-se que o alemão tinha interposto um pedido para liberdade condicional, depois de ter cumprido dois terços da pena de prisão por tráfico de droga a que foi condenado.