Economia

Mercado imobiliário. Estudo aponta para recuperação no terceiro trimestre

O relatório indica que se o comportamento atual com a procura imobiliária se mantiver até ao fim do ano, o mercado imobiliário poderá contar com cerca de 40 mil transações no último trimestre de 2020 e até 172 500 transações no total do ano.


O terceiro trimestre do ano evidenciou diversos sinais positivos no mercado imobiliário, sendo de destacar a recuperação observada no crédito à habitação concedido pelas instituições financeiras, depois de um primeiro semestre marcado por um confinamento rigoroso ao longo de cerca de seis semanas, e de uma crise económica subsequente que empurrou milhares de famílias para o layoff e o desemprego, revela o relatório mensal de novembro da consultora imobiliária Imovendo.
 
O relatório indica que se o comportamento atual com a procura imobiliária se mantiver até ao fim do ano, o mercado imobiliário poderá contar com cerca de 40 mil transações no último trimestre de 2020, revelando, assim, como uma tendência em contraciclo face ao desempenho macro económico nacional e em linha com os resultados obtidos há apenas um ano.
 
Desta forma e depois de dois anos consecutivos em torno das 180 mil transacções residenciais, o ano de 2020, apesar de toda a volatilidade que o caracterizou, e apesar de todas as incertezas que assombram a real capacidade da economia nacional recuperar em 2021, deverá assegurar um mínimo de 160 mil e um máximo de 172 500 negócios imobiliários, o que revela uma enorme capacidade de recuperação face a um segundo trimestre em que a contração foi superior a 21,5%.