Internacional

Casal que sofreu trágico acidente no Mediterrâneo volta a encontrar alianças de noivado

“O nosso primeiro instinto foi de que as alianças pertenciam a alguém que tinha morrido ou ficado perdido durante a viagem”, contou Riccardo Gatti, presidente da Open Arms Itália. 

Casal que sofreu trágico acidente no Mediterrâneo volta a encontrar alianças de noivado

Um jovem casal argelino sofreu um acidente trágico no mar Mediterrâneo, onde morreram cinco dos vinte ocupantes da embarcação que seguia do Líbano para Itália, depois de esta ter virado em alto mar, no passado mês de outubro. Ahmed e Doudou sobreviveram, salvos por um pescador, depois de terem estado à deriva durante 48 horas.  

Semanas depois, a 9 de novembro, a ONG Open Arms encontrou destroços do barco onde ocorreu o acidente. E encontraram perto dos destroços uma mochila vermelha, que no seu interior tinha, além de um par de t-shirts e meias, dois anéis de noivado com os nomes “Ahmed e Doudou”.

“O nosso primeiro instinto foi de que as alianças pertenciam a alguém que tinha morrido ou ficado perdido durante a viagem”, contou Riccardo Gatti, presidente da Open Arms Itália, recordando que é muito difiicíl voltar a juntar objetos encontrados no mar com os seus donos, em declarações à CNN.  No entanto, a ONG decidiu partilhar fotografias da mochila e do seu conteúdo nas redes sociais. E Ahmed e Doudou acabaram por ser reconfortados no meio da tragédia pelos seus anéis de noivado. 

“Falei diretamente com o Ahmed e começou a dizer-me o que estava dentro da mochila, porque a foto que lhe enviei tinha apenas a mochila e algumas coisas no convés. Não mostrava o que estava no seu interior”, contou Al Rousan. "Ele disse-me que estava muito feliz ao ver a foto e que estava muito emocionado por ter de volta os seus anéis, mas ainda está em choque e revelou que: 'Eu fico a pensar nas cinco pessoas que perderam a vida à nossa frente.", acrescentou.

O presidente da associação garantiu que os pertences de Ahmed serão devolvidos ao casal quando a covid-19 terminar. 

 

Os comentários estão desactivados.