Marketing

A nova eficácia

Em todos os momentos, sejam eles bons ou maus, há sempre oportunidades, e aqui há oportunidade de se construir uma eficácia mais relevante.

Em tempos diferentes, há coisas que se mantêm constantes e os Prémios à Eficácia existiram como sempre, mas numa versão totalmente virtual e renovada. Uma versão que permitisse continuar a premiar, cumprindo todas as normas e mantendo a segurança.

Entre os finalistas, casos antes e durante a pandemia misturaram-se sem distinção, seguindo os normais critérios da eficácia e tentando olhar além do contexto ou de um novo filtro que agora usamos para analisar a realidade. Marcas, agências, meios saíram premiados e justamente reconhecidos numa época em que muitas vezes nem sabemos bem para onde nos virar.

A pandemia faz de facto ver tudo com outros olhos, obrigatoriamente, e, por mais que haja constância em certas coisas, há um abalo gigante que se sente e se ressente em tudo o que fazemos. Será assim verdadeiro que além de um novo normal vamos agora ver surgir uma nova eficácia?

Sabemos que naturalmente vendas e notoriedade serão sempre métricas fundamentais. Produtos e serviços não existem sem clientes e sem resultados objetivos e portanto eficácia é o que é e nisso não vai mudar.

Mas o consumidor está diferente e até já é um lugar comum dizê-lo.

E, portanto, há uma nova eficácia associada a valores, causas, relevância e compromissos que emerge como muito importante. E como métrica a alcançar pelas marcas.

A eficácia de uma marca para o consumidor deve ir além dos resultados e tocar o que até parece ser escusado repetir: o bom produto, o bom serviço, o atendimento que faz a diferença. Às vezes as marcas esquecem-se do básico e focam-se no acessório. Um erro que parece já de outros tempos ou até grosseiro, mas que ainda se vai repetindo.

O caminho da relevância de que já há muito se fala é um caminho que constrói também a eficácia e é o caminho ao qual devemos estar atentos.

Numa altura em que o tal abalo se faz sentir, poderá ser então momento para refletir e melhor desenhar esse caminho. Há uma nova eficácia ao virar da esquina que devemos hoje procurar mais do que nunca para garantir que as marcas vivem sólidas e que os resultados de negócio continuam a existir.

Em todos os momentos, sejam eles bons ou maus, há sempre oportunidades, e aqui há oportunidade de se construir uma eficácia mais relevante – um conceito que pode até parecer complicado dado que eficácia é o que é, mas que nos pode ajudar a medir o pulso às marcas. É agora que o propósito das marcas se revela mais do que nunca.

Juntemos assim media e criatividade para responder a mais um desafio, conscientes de que tudo o que é novo traz o desconhecido, o medo, a apreensão, mas traz também a surpresa, o fascínio e a superação.

E vivemos hoje mais que nunca uma era de superação.

Sejamos também nós eficazes neste nosso novo caminho.