Economia

BdP. Famílias reforçam depósitos nos bancos para 158,6 mil milhões

Este é o segundo mês consecutivo em que as famílias aumentam as suas poupanças.

Este é o segundo mês consecutivo em que as famílias portuguesas aumentam os seus depósitos: os depósitos nas instituições financeiras chegaram aos 158,6 mil milhões de euros no final de outubro, um valor que é superior em 500 milhões face ao mês anterior.

Os dados foram divulgados esta quinta-feira pelo Banco de Portugal que revela ainda que a taxa de variação anual (tva) foi de 7,3%, valor 0,3 pontos percentuais acima do registado em setembro.

No mesmo mês, os empréstimos concedidos pelos bancos a sociedades não financeiras apresentaram uma taxa de variação anual de 8,2%, menos 0,2 pontos percentuais (pp) do que o observado no mês anterior. “Destacou-se a evolução dos empréstimos às micro e às médias empresas, cujas taxas de variação anual diminuiram 0,3 pp e 0,8 pp, para 15,2% e 5,1%, respetivamente”.

Diz ainda o Banco de Portugal que a taxa de variação anual dos empréstimos a particulares para habitação foi de 1,8%, refletindo uma redução de 0,2 pp face a setembro. Já nos empréstimos para consumo, a tva situou-se nos 2,3%, menos 0,4 pp do que no mês anterior.