Internacional

Menino de oito anos enviou carta a Boris Johnson porque estava preocupado com o Natal e ele respondeu-lhe

"Se deixarmos gel desinfetante ao pé das bolachas o Pai Natal pode vir?", questionou o menino.


Monti tem apenas oito anos e, preocupado com a época natalícia, decidiu escrever uma carta a Boris Johnson. O que Monti não imaginaria é que o primeiro-ministro britânico lhe viesse mesmo a responder.

"Caro Sr. Johnson, Tenho oito anos e estava a pensar sobre se o senhor e o governo já ponderaram acerca do Pai Natal vir nesta quadra", começou por escrever Monti, na carta que foi partilhada por Boris Johnson no Twitter.

"Se deixarmos gel desinfetante ao pé das bolachas ele pode vir? Ou ele vai lavar as mãos?", questionou. "Eu percebo que é muito ocupado mas será que poderia, juntamente com os cientistas, falar sobre isto?", rematou.

Boris Johnson parece ter ficado impressionado com a missiva do menino e decidiu responder-lhe. Além de agradecer a carta, que "levantava questões muito importantes sobre se o Pai Natal poderia entregar os presentes este ano devido ao novo coronavírus", o primeiro-ministro britânico destacou que muitas outras crianças devem estar com a mesma dúvida.

"Sei que milhões de outras crianças estão a questionar o mesmo. Para ter a certeza, liguei para o Pólo Norte e posso garantir que o Pai Natal está desejoso de vir, assim como o Rodolfo e as outras renas", escreveu, garantindo que o Pai Natal trabalha de forma "responsável” e rápida, pelo que "não há perigo para a saúde das crianças ou para a dele" durante a entrega de presentes.

"Deixar gel desinfetante junto das bolachas é uma excelente ideia para prevenir a disseminação do vírus", acrescentou ainda. "Agradeço de novo pela tua missiva e tem um Feliz Natal. Boris Johnson", rematou.

Os comentários estão desactivados.