Sociedade

Número de óbitos é elevado mas outros indicadores parecem ser promissores

Há menos 2.048 casos ativos da infeção, número de novos contágios fica abaixo dos cinco mil, encontram-se internadas menos 53 doentes e recuperaram mais 6829 pessoas. Por outro lado, estão também mais três infetados nos cuidados intensivos.

O boletim da DGS sobre o ponto de situação da covid-19 em Portugal, divulgado este sábado, revela que 87 pessoas morreram nas últimas 24 horas. Assim o total de vítimas mortais é agora de 4.363.

No mesmo período, segundo o balanço das autoridades sanitárias, foram confirmados mais 4.868 contágios, elevando para 290.706 o número de casos registados desde o início da pandemia.

A Região Norte volta a ser responsável pela maioria dos novos contágios, concentrando 2.496 dos casos das últimas 24 horas, segue-se a região de Lisboa e Vale do Tejo com mais 1.562 infetados, o Centro com mais 775, o Alentejo com mais 127 e o Algarve com mais 94 casos confirmados. Já as Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira registam, respetivamente, mais 39 e 24 infeções.

Em relação aos óbitos, o Norte foi também a região onde ocorreram mais óbitos por covid-19, 42 de um total de 87. Na Grande Lisboa foram reportadas 29 mortes associadas à doença, no centro 11, no Alentejo quatro e no Algarve uma.

O total de internados baixou, estão agora hospitalizadas 3.155 pessoas, menos 53 do que ontem, no entanto nos cuidados intensivos encontram-se 529 doentes, mais três do que na sexta-feira.

O número de recuperados continua a parecer promissor tendo recuperado da doença mais 6.829 pessoas nas últimas 24 horas, elevando para 206.275 o total de infetados que deixaram de ter a doença ativa.

Em relação aos casos ativos no país, há hoje menos 2.048, ou seja são agora 80.068. Sob vigilância das autoridades de saúde estão ainda 80.485 contactos.

Consulte o boletim na íntegra