Sociedade

Vacina da Pfizer pode chegar a Portugal no início de janeiro

A aprovação da Agência Europeia do Medicamento deverá acontecer até 29 de dezembro e depois a vacina passa logo para a etapa da comercialização.

A diretora-médica da Pfizer Portugal, Susana Castro Marques, afirmou, em entrevista à RTP, que a vacina contra a covid-19 da farmacêutica poderá chegar a Portugal três dias depois da sua aprovação por parte da Agência Europeia do Medicamento (EMA), algo que deverá acontecer até 29 de dezembro. “Aquilo que temos estimado é que, assim que a vacina for aprovada e sabendo quais serão os pontos de vacinação, onde temos que fazer chegar as vacinas, em três dias, no máximo, teremos as vacinas nos locais designados”, referiu.

A farmacêutica, explicou a responsável, estará encarregue pelo transporte das vacinas da fábrica até aos locais de vacinação apontados pelas autoridades portuguesas, mantendo sempre a temperatura de 70 graus negativos necessária para manter a eficácia da vacina.

São mais de 1300 milhões de doses que a Pfizer/BioNTech garante que terá em 2021, e que serão transportadas nestas caixas térmicas, que a própria farmacêutica garante que irá também produzir e fornecer.

O Reino Unido aprovou hoje a utilização da vacina contra a covid-19 da Pfizer/BioNTech, e a mesma poderá começar a ser administrada no início da próxima semana aos grupos de maior risco. No topo das prioridades estão idosos residentes em lares e funcionários, seguidos por pessoas com mais de 80 anos e outros trabalhadores do setor da saúde e social.