Vida

Mulher ingere sushi que tinha no frigorífico há cinco dias e fica com alucinações durante nove meses

Mulher via bichos a trepar pelas paredes e debaixo da própria pele

Uma mulher de 24 anos sofreu de alucinações, insónias e incontinência durante meses, depois de ter consumido um prato de sushi que comprou numa estação de serviço e deixou no frigorífico durante cinco dias.

O relato desta situação foi feito por Chubby Emu, professor adjunto e doutor em Chicago na Universidade de Illinois, no seu canal do youtube onde relata casos médicos raros que ele ou os seus colegas acompanharam.

Desta vez, Chubby Emu falou de uma paciente que quis identificar apenas como JC, para preservar a identidade da mulher.

Acontece que a paciente, depois de um longo dia de trabalho, reparou que não tinha comido o dia todo e já não havia restaurantes abertos, então lembrou-se de comer umas peças de sushi que tinha comprado há cinco dias numa estação de serviço e que guardava no frigorífico.

Dias depois, JC começou a passar as noites em braço, com ansiedade e com a sensação de que o coração dela estava “a bater fora do pescoço”, relata o médico, e passou meses a sofrer com desnutrição, incontinência e alucinações de bichos a trepar pelas paredes e debaixo da sua pele.

JC tinha também a sensação de que o seu estômago tremia e ficava irrequieto antes de ir à casa de banho, como m peixe de um lado para o outro “a bater na barriga dela”, contou o médico, segundo relatos que a paciente fez. Ora, aquilo que parecia um peixe era afinal uma ténia, verme parasita, gigante que esteve no estômago de JC durante nove meses.

Aliás, depois de vários exames e análises ao sangue e duas idas ao hospital devido a convulsões, os médicos descobriram que para além da ténia gigante, existiam já ovos e fragmentos do parasita no organismo da paciente.

Esta ténia, que se chama diphyllobothrium latum, pode crescer até 15 metros dentro do organismo. JC foi então medicada com uma dose de um medicamente anti-vermes, praziquantel, e entretanto conseguiu recuperar.

Pode ver aqui o video onde Chubby Emu conta toda a história sobre esta paciente: