Sociedade

Proteção Civil deixa alerta à população sobre mau tempo nas próximas 48 horas

Assim, face a estas previsões, a ANEPC deixou várias recomendações à população. 

A Proteção Civil alertou, esta quinta-feira, a população para um agravamento das condições meteorológicas nas próximas 48 horas devido à depressão Dora, que chegou a Portugal esta quinta-feira à tarde.

Segundo um comunicado enviado às redações pela  Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) é esperado que ocorra um aumento da intensidade do vento a partir desta quinta-feira "com rajadas até 75 km/h na costa ocidental e até 95 km/h nas terras altas", precipitação, que poderá ser mais forte na região Centro e Norte na sexta-feira, "com condições favoráveis à ocorrência de trovoada e granizo", uma descida de temperatura e um aumento da agitação marítima na costa ocidental, com ondas de noroeste, "que poderão atingir mais de sete metros na sexta-feira".

Estas condições meteorológicas podem criar situações como gelo, neve, lençóis de água, cheias rápidas em meio urbano "por acumulação de águas pluviais ou insuficiências dos sistemas de drenagem,  queda de ramos ou árvores em virtude de vento forte e a afetação de infraestruturas associadas às redes de comunicações e energia. 

Assim, face a estas previsões, a ANEPC deixou várias recomendações à população, como a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais, a adoção de uma condução defensiva, e  circular em vias com acumulação de neve e que tenha especial cuidado na circulação junto da orla costeira e zonas ribeirinhas sujeitas a inundações rápidas.