Internacional

OMS expressa preocupação e alerta: "Vacinas não equivalem a covid zero"

OMS destaca que a covid-19 fará parte das nossas vidas durante "um longo caminho".

A Organização Mundial da Saúde (OMS) mostrou-se preocupada, esta sexta-feira, com “a crescente perceção” de que a pandemia acabou devido à chegada das vacinas contra a covid-19.

"O progresso nas vacinas dá-nos um alento e agora podemos começar a ver a luz no fundo do túnel. No entanto, a OMS está preocupada com a crescente perceção de que a pandemia da covid-19 acabou", disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, em conferência de imprensa, destacando que a covid-19 fará parte das nossas vidas durante "um longo caminho".

Tedros Adhanom Ghebreyesus sublinhou que está nas mãos dos governos o futuro da pandemia, lembrando que “há muitos locais que ainda têm uma transmissão muito alta do vírus, o que coloca uma grande pressão nos hospitais e nos profissionais de saúde".

Também Mike Ryan, diretor-executivo do Programa de Emergências em Saúde da OMS , disse que “a proteção” dada pela vacina “pode não durar a vida toda”, e podem haver "reinfeções". "As vacinas não equivalem a 'covid zero'", afirmou.