Sociedade

Direção dos Bombeiros Voluntários de Lamego pede a elementos infetados com covid-19 para não revelarem contactos

A denúncia foi feita por parte de um voluntário da corporação. 

A direção da corporação dos Bombeiros Voluntários de Lamego instruiu dois elementos da corporação, infetados com covid-19, a não revelarem os contactos pessoais às autoridades de saúde, segundo declarações do voluntário Nuno Moreira à Lusa, colocando assim em risco "a saúde dos bombeiros, dos seus familiares e da própria população". O objetivo da direção era não colocar em risco o fecho da corporação, aponta o voluntário. 

De acordo com Nuno Moreira, “não foram feitos quaisquer testes” aos restantes elementos do quartel” e o espaço dos Bombeiros Voluntários de Lamego também não foi alvo de “qualquer desinfeção”. 

Nuno Moreira diz ainda que tentou entrar em contacto com o presidente da associação, Nuno Carvalho, sobre a situação mas este "chamou as autoridades" policiais para o colocar "fora do quartel" e apresentou queixa na PSP de Lamego.

O comandante da corporação de Voluntários de Lamego não fez ainda nenhuma declaração pública sobre o assunto.