Desporto

Jorge Jesus: "Hoje está muito na moda isso do racismo"

Treinador comentou o incidente do jogo entre o Paris Saint-Germain e o Basaksehir.


Jorge Jesus falou, esta quarta-feira, sobre as declarações racistas que terão sido proferidas pelo quarto árbitro do jogo entre o Paris Saint-Germain e o Basaksehir, a contar para a Liga dos Campeões, contra Pierre Webo, treinador adjunto da equipa turca. JJ disse que “hoje está muito na moda isso do racismo”, “qualquer coisa que se possa dizer contra um negro é sempre sinal de racismo”.

Apesar de admitir que “se calhar até houve” racismo na partida que decorreu no Parque dos Príncipes, Jorge Jesus afirmou que quando se diz “a mesma coisa contra um branco já não é sinal de racismo”.

“Hoje, está muito na moda isso do racismo. Como cidadão, tenho de ter em atenção a minha maneira e só posso ter uma opinião concreta se souber o que é que se disse naquele momento. Depois, qualquer coisa que se possa dizer contra um negro é sempre sinal de racismo. Se podes dizer a mesma coisa contra um branco já não é sinal de racismo. Está-se a implantar essa onda no mundo e se calhar até houve em relação às coisas que se disseram contra esse treinador, mas eu não sei”, disse na conferência de imprensa de antevisão do jogo do Benfica contra o Standard Liège, para a Liga Europa.

Sem comentar mais o assunto, o técnico focou-se depois na próxima partida dos encarnados, assumindo que o Benfica não “está a jogar o triplo”, como garantiu no início da época, mas considera que há tempo para evoluir.

Apesar de já ter garantido o apuramento para os 16 avos de final da Liga Europa, o SLB vai à Bélgica na quinta-feira jogar e ainda pode ficar com o primeiro lugar do Grupo D. No entanto, Jorge Jesus acredita que o Rangers não vai perder pontos na partida contra o Lech Poznan.