Internacional

Casa de Paolo Rossi assaltada durante funeral do antigo futebolista

"É-me indiferente aquilo que roubaram, podiam até ter-me tirado 100.000 euros, mas é o gesto que me espanta", afirmou viúva de Rossi.

A casa do antigo futebolista italiano Paolo Rossi, que morreu vítima de cancro de pulmão, foi assaltada, este sábado, enquanto decorria o seu funeral, segundo a imprensa italiana.

Os assaltantes entraram na casa de Rossi, na localidade de Bucine, na província de Arezzo (Toscana), e levaram pelo menos um relógio e uma pequena quantia em dinheiro.

Um colaborador de Rossi, que regressava das cerimónias fúnebres, detetou uma janela partida na casa rural. A mulher do antigo futebolista confirmou depois o assalto tendo dado por falta de alguns objetos e dinheiro.

"É-me indiferente aquilo que roubaram, podiam até ter-me tirado 100.000 euros, mas é o gesto que me espanta", afirmou Federica Cappelletti, viúva do antigo jogador, em declarações aos media italianos.

Também o presidente da Câmara de Florença, Dario Nardella, lamentou o assalto. "Um ato mais cobarde e repugnante do que este é realmente impensável", escreveu no Twitter.