Sociedade

PSP de Vila do Conde acusado de agressão por cidadão ucraniano

"Ouvi os dentes a bater, quando meti lá a língua vi logo que metade dos dentes já tinha ido à vida”, disse Valery Polosenko.


Vila do Conde Um cidadão de nacionalidade ucraniana que diz ter sido agredido por agentes da Polícia de Segurança Pública (PSP), a 6 de dezembro, em Vila do Conde, contou a sua versão dos factos. “Eram chapadas, bofetadas. Ouvi os dentes a bater, quando meti lá a língua vi logo que metade dos dentes já tinha ido à vida”, disse Valery Polosenko, à SIC Notícias.