Vida

Cher revela que homem tentou matá-la depois de um espetáculo

A situação ocorreu em Nova Iorque. 

Cher foi ao baú e decidiu revelar uma história realmente assustadora: Em 1982, um homem tentou matá-la após um espetáculo em Nova Iorque, segundo declarações da artista à revista G2, do jornal britânico The Gurdian. 

"Pensava que ele me ia apertar a mão, mas ele agarrou-me e colocou-me o braço atrás das costas. Começou a puxar-me para um beco e disse: 'Se fizeres barulho mato-te'", explicou a cantora, dizendo que é graças a este episódio que não sai à noite depois de um concerto. "As pessoas apertam-te e tu não percebes se elas querem tirar uma fotografia ou fazer-te mal", acrescentou ainda a artista de 73 anos.

Foram dois fãs os responsáveis pela segurança de Cher.  "Dois fãs, que mais tarde se tornaram amigos, perceberam que algo estava errado e começaram a gritar até ele fugir", concluiu.