Vida

Mãe gasta mais de oito mil euros em presentes de Natal para si mas não vai oferecer nada aos filhos

Os adolescentes pediram ténis de marca, novos computadores, telemóveis, roupa e consolas para o Natal, mas Carla diz que os filhos têm sorte se receberem um postal.

Carla Bellucci tem três filhos, mas decidiu que este Natal todos os presentes seriam para si própria. A mulher tem sido notícia na imprensa britânica porque admitiu, sem quaisquer problemas, que gastou milhares de libras em presentes e que não vai oferecer nada aos filhos.

Os adolescentes pediram ténis de marca, novos computadores, telemóveis, roupa e consolas para o Natal, mas Carla diz que os filhos têm sorte se receberem um postal.

Em vez de gastar dinheiro em presentes caros para a família, a mulher, que é ex-modelo e já foi notícia por fingir sofrer de uma depressão para que o National Health Service (NHS) – Serviço Nacional de Saúde britânico – lhe pagasse uma cirurgia plástica ao nariz e por defender que a filha, de apenas 14 anos, deveria fazer uma cirurgia semelhante, usou o dinheiro para oferecer a si própria novos preenchimentos de botox, manicure, roupa e sapatos.

Carla Bellucci diz que merece estes presentes após o “stress” causado pela pandemia e defende que se os seus filhos querem as coisas deviam tornar-se famosos nas redes sociais e ganhar o seu próprio dinheiro.

A mulher, de 38 anos, diz ainda que não se importa com o digam sobre sua decisão, uma vez que se considera uma "mãe brilhante". “Eu não me importo se as pessoas me chamam de mimada ou egoísta”, disse, revelando que gastou oito mil libras, mais de 8.800 euros, em presentes.

"Estragar as crianças no Natal é errado. Acho que os pais que estragam os filhos neste ano são hipócritas. Eu sou uma mãe brilhante e estou a usar o Natal da covid como uma lição de vida. Quero que os meus filhos sejam estrelas das redes sociais e não receber presentes este ano irá ensiná-los a ganhar dinheiro por eles próprios", disse.

A decisão não foi bem aceite pelas crianças, mas Carla não se importa.