Sociedade

Câmara de Sintra e AESintra– Associação Empresarial do Concelho lançam campanha de Natal

Num esforço conjunto e face à realidade económica, a Câmara Municipal de Sintra e a Associação Empresarial do Concelho – AESintra assinaram um protocolo para a promoção da atividade empresarial, focando com maior destaque os setores da restauração, do comércio e dos serviços.


Esta iniciativa é mais um passo para minimizar os efeitos provocados pela pandemia, particularmente, pela necessidade de tudo fazer para apoiar a manutenção do tecido empresarial do concelho de Sintra, essencialmente, as pequenas e microempresas. 

Para Basílio Horta, presidente da autarquia, “esta cooperação é o primeiro passo de um longo e permanente caminho. Sintra não hesitará em fazer tudo o que for necessário para apoiar e estar ao lado de quem trabalha, de quem cria riqueza e de quem cria emprego”. O autarca referiu ter “a clara consciência de que estes setores estão a atravessar tempos muito difíceis e, nestes momentos, a presença do Estado tem de ser ainda mais determinada, sempre lado a lado de quem mais precisa”.

Ao abrigo deste protocolo, a Associação Empresarial de Sintra vai desenvolver uma campanha de apoio ao comércio local, com vista à dinamização comercial e urbana, mediante a realização de ações de promoção das atividades empresariais do concelho, particularmente dirigida aos setores do comércio, restauração e serviços. Esta campanha inclui uma estratégia multimédia de alcance nacional e local. O conceito da campanha segue na linha da diferenciação que só o comércio local pode dar, através de uma mensagem humanizada, próxima e capaz de gerar identificação com os sintrenses em primeira instância e também com o consumidor geral, assumindo, claramente, que Sintra não está numa situação diferente das restantes regiões e que o apelo merece ser difundido em várias geografias, neste caso a partir de Sintra. 

Esta campanha vai reforçar a ideia de Sintra como um concelho com força na sua economia local e na resposta solidária de cada um dos sintrenses. Muito mais do que importância do espírito de Natal, Sintra conta com todos para manter postos de trabalho e negócios de uma vida. A economia local de Sintra precisa de todos.

Fundo Municipal de Emergência Empresarial

A autarquia, a par do protocolo com a AESintra, também anunciou um Novo Fundo Municipal de Emergência Empresarial, com dotação máxima total de 3 milhões de euros, para os setores da restauração e similar, e comércio de bens e retalho, com exceção de farmácias, combustíveis e comércio e reparação de veículos automóveis e motorizados. Os apoios deste fundo são definidos em função do número de funcionários que cada empresa tem, desde o mínimo de um até ao máximo de três, no caso do comércio, e de cinco, no caso da restauração. Todas as empresas que tenham tido uma diminuição do volume de negócio de 20% entre janeiro e setembro de 2020, face ao período homólogo, terão um apoio mínimo de mil euros e o máximo de três mil euros no comércio e de cinco mil euros na restauração. Constitui-se um forte apoio aos empresários a que o presidente da AESintra, Paulo Veríssimo, saúda o município pelo apoio às atividades económicas do concelho de Sintra.

AESintra, 77 anos na defesa dos associados Associação Empresarial do Concelho de Sintra é uma das mais antigas do país, com quase oito décadas de existência, e existe com o objetivo de estudar e defender os interesses relativos ao comércio, indústria e serviços dos seus quatro mil associados.

A AESintra desenvolve um conjunto de atividades que passam pela consultoria jurídica gratuita, representação dos seus associados junto das entidades governamentais e outros organismos, informação sobre programas de apoio, concursos, prémios e legislação, pedido e renovação de cadastro comercial, industrial, certidões sem esquecer o apoia na oferta e procura de emprego, entre outros.