Internacional

OMS garante que nova estirpe de covid-19 "não está fora de controlo"

Responsável da OMS afirmou que “as medidas em vigor são as corretas" e que "devemos continuar a fazer o que fizemos"


O diretor do programa de emergências sanitárias da Organização Mundial da Saúde (OMS), Michael Ryan, afirmou que a nova estirpe do novo coronavírus descoberta no Reino Unido “não está fora de controlo”. O especialista disse ainda, numa conferência em Genebra, que não existem provas científicas que indique que esta variante cause uma infeção mais grave ou que interfira nos testes de diagnóstico e na eficácia das vacinas.

“Tivemos um R0 (taxa de reprodução do vírus) muito superior a 1,5 em momentos diferentes durante esta pandemia e controlámos isso. Esta situação não está, portanto, fora de controlo", afirmou o responsável da OMS em conferência de imprensa.

No entanto, recorde-se que, no domingo, o ministro britânico da Saúde, Matt Hancock, afirmou que “a nova estirpe do coronavírus estava fora de controlo”.

Em relação à propagação desta nova estirpe, parecem estar os dois em concordância. Se por um lado Hancock afirmou em Genebra que “mesmo que o vírus se tenha tornado um pouco mais eficiente na propagação, ele pode ser interrompido”, o alto funcionário da OMS disse que “as medidas em vigor são as corretas. Devemos continuar a fazer o que fizemos". “Podemos ter que fazer isso com um pouco mais de intensidade e um pouco mais de tempo para ter certeza de que podemos controlar o vírus”, completou.

Maria Von Kerkhove, chefe da equipa técnica anti-covid da organização, afirmou também hoje que as autoridades britânicas informaram a Organização Mundial de Saúde (OMS) “que não acreditam que isso terá qualquer impacto sobre a vacina”. A especialista adiantou que realmente a nova variante de covid-19 é mais contagiosa e é por isso que a taxa de transmissibilidade do vírus subiu de 1,1 para 1,5.