Economia

Anacom. Mais de 4 mil pediram medidas de proteção

No final de outubro, 2.596 clientes com valores em dívida na sequência da não suspensão do serviço solicitaram acordos nos planos de pagamento.


Mais de quatro mil clientes de comunicações invocaram mecanismos de adaptação à crise provocada pela pandemia. Os dados foram revelados pela Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom), no balanço da aplicação das medidas de proteção dos clientes de telecomunicações no âmbito do impacto da covid-19.

“Desse número, a taxa de aceitação dos pedidos dos clientes atingiu 89%, variando entre 77% e 100%, consoante o prestador”, acrescenta o regulador.

Segundo a Anacom, “a cessação unilateral do contrato foi a solução mais requerida pelos clientes que viram o seu poder de compra reduzido por efeito da pandemia ou por doença covid-19”. O regulador refere que a “percentagem de aceitação de pedidos de cessação do contrato variou entre 89% e 100%, consoante o prestador”.

Já o número de pedidos de suspensão temporária de contrato ascendeu a 304. “Destes, 217 ou 71%, foram aceites pelos prestadores”, sendo que “a percentagem de aceitação de pedidos de suspensão de contrato variou entre 53 e 100%, consoante o prestador”. 

No final de outubro, 2.596 clientes com valores em dívida na sequência da não suspensão do serviço solicitaram acordos nos planos de pagamento.