Sociedade

Lisboa e Vale do Tejo regista pelo segundo dia consecutivo a maior parte dos óbitos das últimas 24 horas

O número de doentes internados em enfermaria devido à covid-19 voltou a descer, mas há mais infetados em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI).


Portugal registou mais 4.602 novos casos de covid-19 e 89 mortes associadas à doença. Os dados, divulgados pela Direção-Geral da Saúde (DGS) esta quarta-feira, revelam que o país soma agora um total acumulado de 383.258 infeções desde o início da pandemia e 6.343 óbitos.

Pelo segundo dia consecutivo, Lisboa e Vale do Tejo volta a ser a região onde se registaram mais óbitos nas últimas 24 horas, com 40 mortes devido à covid-19. Segue-se o Norte, com 32 óbitos, o Centro, com 14, e o Alentejo, com três. No Algarve e nos arquipélagos não se registou qualquer morte relacionada com o vírus.

Quanto aos novos casos, no Norte foram diagnosticadas 1.811 novas infeções, em Lisboa e Vale do Tejo 1.467 e no Centro 791. No Alentejo há mais 322 casos e no Algarve mais 151. No arquipélago da Madeira foram identificadas mais 38 infeções e no dos Açores mais 22.

O boletim da DGS desta quarta-feira revela ainda que o número de internados voltou a descer face ao último balanço. Há agora 2.990 pessoas internadas nos hospitais portugueses devido à covid-19, menos 105 do que ontem. Por outro lado, aumentaram os doentes em UCI. São agora 511, mais três do que ontem.

Nas últimas 24 horas venceram a doença 3.661 pessoas, elevando para 308.446 o total de recuperados no país.

Há agora 68.469 casos ativos de covid-19 em Portugal e as autoridades de saúde têm sob vigilância 87.258 contactos.

Consulte aqui o boletim na íntegra.