Internacional

Primeira-ministra escocesa é fotografada sem máscara e admite que foi "um erro estúpido"

A fotografia foi tirada num bar e a primeira-ministra já pediu desculpa pelo acontecimento. Nicola Sturgeon contou que tirou a máscara durante um funeral e ainda depois num pub, violando as restrições para a covid-19.

"Foi um erro estúpido". Esta foi a frase que a primeira-ministra escocesa, Nicola Sturgeon, disse esta quarta-feira para pedir desculpa pela violação da regra que cometeu quando esteve num espaço interior sem máscara.

"Falo todos os dias da importância do uso da máscara para travar a transmissão do novo coronavírus, pelo que não vou dar nenhuma desculpa. Enganei-me e peço desculpa", assumiu Sturgeon, citada pela Reuters, ao explicar que "enquanto participava num funeral” tirou a máscara por uns instantes.

As fotografias foram captadas pela edição escocesa do jornal The Sun e escolhidas para capa da mesma.

Na Escócia, é obrigatório o uso de máscara em quase todos os espaços fechados, incluindo os restaurantes e os pubs. Além disso, na passada terça-feira, Nicola Sturgeon reforçou novamente a importância da utilização da máscara no Parlamento escocês.

Para quem violar as regras do uso obrigatório da proteção facial, a multa é de 60 libras, cerca de 66 euros, refere a BBC.

"Não pode existir uma regra para Nicola Sturgeon e outra para todos os outros", acusou o partido conservador escocês. Esta foi uma das reações dos deputados conservadores que consideraram a atitude da primeira-ministra um mau exemplo e prejudicial para o efeito das mensagens dirigidas pela saúde pública.

Em sua defesa, o secretário de Estado da Habitação, Robert Jenrick, explicou que todas as pessoas comentem erros. "Nunca é fácil. Somos todos seres humanos no final do dia".

Veja aqui a capa da edição escocesa do The Sun: