Internacional

Itália: Famílias de vítimas da covid-19 exigem 100 milhões de euros ao Governo

O líder do movimento afirmou no ato da entrega na ação que este "é o presente de Natal para todos os que deveriam ter feito o que era certo, mas não fizeram”. 

Cerca de 500 cidadãos italianos deram entrada com uma ação em tribunal onde pedem uma indemnização de 100 milhões de euros ao Estado italiano pelos seus familiares que morreram infetados com o novo coronavírus. A grande maioria dos queixosos é residente na província de Lombardia, a mais afetada do país pela primeira vaga da pandemia, onde já foram registados mais de 24 mil óbitos.

Esta ação, intitulada "Nós denunciaremos - Verdade e justiça pelas vítimas da covid-19", começou a ser preparada em abril com o objetivo de "dar paz" às pessoas que morreram infetadas com covid-19 que "não tiveram um funeral digno" devido às restrições impostas pelo Governo italiano para combater a propagação da doença. "Vamos pedir uma indemnização de 259 mil euros por cada pessoa que faleceu, num total de 100 milhões de euros", explicou o líder do movimento, Luca Fusco, sublinhando que a ação visa o primeiro-ministro, Giuseppe Conte, o ministro da Saúde, Roberto Speranza, e ainda Attilio Fontana, governador da Lombardia.

Luca Fusco, afirmou no ato da entrega da ação que este "é o presente de Natal para todos os que deveriam ter feito o que era certo, mas não fizeram”. Além das mortes dos entes queridos, os italianos pretendem também condenar o governo de Giuseppe Conte por ter demorado a responder no início da pandemia, o que afetou bastante a economia do país.