Internacional

Neymar acusado de organizar festa com 500 pessoas em plena pandemia mundial

Para não chamar à atenção para o evento, o futebolista terá construído uma discoteca subterrânea com proteção acústica para conseguir fazer a festa

O futebolista Neymar envolveu-se em mais uma polémica esta semana e está a ser duramente criticado no Brasil. O intercional l que representa o Paris Saint-Germain organizou uma festa durante cinco dias, onde convidou cerca de 500 pessoas, em plena pandemia mundial, num dos países mais afetados pelo novo coronavírus, avançou a Globo. 

A festa teve início na sexta-feira à noite, numa mansão em Mangaratiba, no Rio de Janeiro, onde é suposto o futebolista e os convidados ficarem até ao fim do ano e celebrarem a entrada no ano 2021, de acordo com a mesma fonte.

Para não chamar à atenção para o evento, o futebolista terá construído uma discoteca subterrânea com proteção acústica para conseguir fazer a festa. A Globo afirma ainda que Neymar obrigou os convidados a deixarem os telemóveis à porta para evitar que o evento seja partilhado nas redes sociais. 

A equipa de comunicação do jogador já veio a público desmentir a situação e dizer que “não existe festa alguma”, em declarações à Jovem Pan. Até ao momento, Neymar não se pronunciou sobre a situação.