Sociedade

Número diário de mortes por covid-19 é o mais baixo desde 21 de dezembro. Internamentos continuam a aumentar

Tanto o Norte como Lisboa e Vale do Tejo, as regiões mais afetadas pela pandemia nos últimos meses, registaram menos de 1.000 novos casos nas últimas 24 horas. 

Portugal registou mais 2.093 novos casos de covid-19 e 58 mortes associadas à doença. Os dados, divulgados pela Direção-Geral da Saúde (DGS) esta segunda-feira, revelam que o país soma agora um total acumulado de 396.666 infeções desde o início da pandemia e 6.677 óbitos.

O número diário de óbitos desta segunda-feira é o mais baixo desde 21 de dezembro, dia em que se tinham registado 57 óbitos. Para encontrar um dia menos letal é preciso recuar até 14 de novembro, quando se registaram 55 mortes.

Foi na região de Lisboa e Vale do Tejo que ocorreram a maior parte dos óbitos das últimas 24 horas, com 20 das 58 mortes por covid-19. Segue-se o Norte, com 19 óbitos, o Centro, com 14, o Algarve, com três mortes, e o Alentejo, com duas.

Quanto aos novos casos, no Norte foram diagnosticadas 907 novas infeções, em Lisboa e Vale do Tejo 669 e no Centro 296. No Alentejo há mais 101 casos e no Algarve mais 57. No arquipélago da Madeira foram identificadas mais 34 infeções e no dos Açores mais 29.

O boletim da DGS desta segunda-feira revela ainda que o número de internados aumentou. Há agora 2.967 pessoas internadas nos hospitais portugueses devido à covid-19, mais 97 do que ontem. Por outro lado, diminuíram os doentes em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI). São agora 503, menos um do que ontem.

Nas últimas 24 horas venceram a doença 1.936 pessoas, elevando para 321.682 o total de recuperados no país.

Há agora 68.307 casos ativos de covid-19 em Portugal e as autoridades de saúde têm sob vigilância 93.136 contactos.

O boletim desta segunda-feira contém ainda informação atualizada sobre a situação epidemiológica da covid-19 nos concelhos portugueses. O concelho de Vimioso, no distrito de Bragança, é atualmente o concelho onde a situação é mais crítica, ou seja, regista mais casos nos últimos 14 dias por 100 mil habitantes. Vimioso tem uma incidência cumulativa a 14 dias de 3.207 casos por 100 mil habitantes. Segue-se Castelo de Vide, com 2.398 casos por 100 mil habitantes, e Marvão, com 2.396 casos por 100 mil habitantes. Também Mourão registou 2.286 casos por 100 mil habitantes, e Penamacor 2.061 casos por 100 mil habitantes,

Destaque ainda para nove concelhos com zero casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias - Alcoutim, Barrancos, Corvo, Lajes das Flores, Lajes do Pico, Nordeste, Santa Cruz das Flores, São Roque do Pico e Vila Nova de Paiva.

Consulte aqui o boletim na íntegra.