Sociedade

Um novo dia de vacinação: "Um pouco assustador, mas uma esperança"

Terceiro dia de vacinação no país arrancou esta manhã.


Esta terça-feira de manhã já arrancou um novo dia de vacinação de profissionais de saúde. Por exemplo, no Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (CHTS) já recebeu 600 vacinas, que vão ser administradas a 470 profissionais de saúde do Hospital Padre Américo, em Penafiel, e a 130 do Hospital de São Gonçalo, em Amarante.

O primeiro a ser vacinado no CHTS foi Alberto Silva, médico do serviço de Urgência do Hospital Padre Américo de Penafiel. O médico de 68 anos contou, citado pelo Jornal de Notícias, que sempre quis receber a vacina, apesar de ser “um pouco assustador, mas é uma esperança. Que seja o princípio do fim da pandemia”.

Mais abaixo no país, também só hoje os profissionais do Hospital Amadora-Sintra, distrito de Lisboa, vão começar a receber a vacina da Pfizer/BioNTech contra a covid-19. Este hospital recebeu ontem à tarde 800 doses da vacina e hoje a primeira pessoa a ser vacinada foi a enfermeira-chefe do internamento covid-19, Fernanda Bessa.

Ora, as inoculações arrancaram às 10h00 e devem continuar até às 19h00 de hoje, amanhã o plano repete-se.

Os hospitais e os agrupamentos dos centros de Saúde do Alentejo também já receberam as primeiras doses da vacina, anunciou a Administração Regional de Saúde em comunicado à agência Lusa. No arranque do processo de vacinação, que começou no Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE), estiveram presentes os secretários de Estado adjuntos da Saúde e da Defesa Nacional, António Lacerda Sales e Jorge Seguro Sanches. O HESE recebeu “cerca de 350 vacinas”, indicou fonte hospitalar ao início da noite de segunda-feira.