Economia

Antevisão 2021: Preços das casas podem baixar ligeiramente

Mesmo com pandemia, o preço das casas cresceu 5,9%. Para 2021, a perspetiva é que os preços baixem ligeiramente, mas há quem diga que vão subir.

Esperava-se que, com a pandemia, o preço das casas em Portugal pudesse baixar. Não aconteceu. Mas como será 2021? Para o ano, os preços das casas podem descer 2%, depois de terem registado uma estabilização durante este ano. O alerta é da Moody’s, que lembra que esta redução se deve à crise gerada pela pandemia e que as maiores reduções irão ocorrer nos países mais dependentes do turismo. Assim, Portugal poderá ‘beneficiar’ deste fator no que diz respeito aos preços das habitações. Só que, alerta a agência de rating, esta descida vai depender da recuperação turística. «A dificuldade, especificamente em Portugal, é que esperamos que o turismo recupere apenas gradualmente nos próximos anos. Em particular, esperamos que os números de turistas dos níveis pré-crise sejam atingidos apenas em 2023, 2024», refere.

Mas há mais indicadores de descida. O relatório de novembro da Comissão Europeia, que acompanha o desempenho de Portugal no período pós-troika, verifica uma desaceleração nos preços da habitação.

No entanto, a agência de notação S&P, que previa um ligeiro abrandamento nos preços para Portugal este ano, diz que a tendência é que esse abrandamento não seja duradouro e que os preços continuem a subir em 2021 e nos anos seguintes.

Já o Banco de Portugal lembra que «em momentos de crise, persiste um risco de correção dos preços neste mercado, não apenas em Portugal como noutros países da área do euro, e em particular para países com sinais de sobrevalorização dos ativos imobiliários residenciais».