Desporto

FC Porto bate Moreirense (3-0)

Os dragões receberam a equipa de Moreira de Cónegos, que demitiu César Peixoto dias antes da partida.


A partida, a contar para a 12ª jornada da Primeira Liga, colocou o FC Porto no segundo lugar, pelo menos até ao jogo do Benfica com o Santa Clara na segunda-feira.

O jogo ficou marcado mesmo antes do início pela demissão do técnico do Moreirense. César Peixoto deixou de ser treinador dos cónegos a 24 horas da partida.

Sobre esta demissão, Sérgio Conceição deu o seu parecer durante a antevisão da partida. "Tínhamos preparado este jogo, como é habitual, partindo sempre do que pode fazer a nossa equipa. Estudámos a outra equipa, tendo em conta o que César vinha fazendo. Agora, o que irá fazer a partir de agora? Não podemos controlar. Mas, mais uma vez, digo que o mais importante é a nossa equipa", referiu o técnico dos dragões.

À frente do Moreirense esteve Leandro Mendes, treinador interino do clube, que encarou com "alguma surpresa" a saída de César Peixoto.

Em antevisão ao jogo, no entanto, deixou claros os seus objetivos: "Não vou revelar a estratégia que iremos adotar, mas não vai fugir muito daquilo que temos feito. Seria um erro querer mudar em 24 horas o que quer que seja. A ideia está trabalhada. Os jogadores estão identificados com aquilo que têm de fazer e conhecem o adversário. Não duvido que amanhã [domingo] vamos dar uma boa resposta”, disse.

Do lado do FC Porto, as surpresas vieram com a presença de Chancel Mbemba, que recuperou da lesão que o manteve fora do encontro com o Vitória de Guimarães. 

O jogo começou calmo, mas aos 20 minutos de partida Ferraresi derrubou Corona na área, e Manuel Mota assinalou o castigo máximo. Sérgio Oliveira bateu a grande penalidade e colocou o FC Porto em vantagem.

Até ao fim da primeira parte, Pasinato ainda teve de travar um forte remate de Marega, que recebeu a bola a seguir a um cabeceamento de Mehdi à barra.

O ritmo de jogo manteve-se, e aos 80 minutos de jogo Toni Martínez bateu Mateus Pasinato, mas viu o golo ser anulado pelo VAR, por estar em posição irregular.

Mas, aos 88 minutos, o espanhol conseguiu mesmo pôr o esférico no fundo das redes do Moreirense, aumentando a vantagem do FC Porto.

Já aos 90 minutos, Evanilson encontrou ainda espaço para fazer o três a zero, colocando um selo final à partida, que viu o FC Porto vencer por três bolas a zero o Moreirense.

Com este resultado, os dragões fecharam a 12ª jornada com 28 pontos, somando a sexta vitória seguida na liga e o 14º jogo seguido sem perder.

Os comentários estão desactivados.