Politica

Diretor-geral da Direção-Geral da Política de Justiça apresenta demissão após polémica com novo procurador europeu

Demissão acontece após a ministra da Justiça ter responsabilizado os serviços da DGP pelas informações falsas sobre o curriculum de José Guerra.


Demitiu-se o diretor-geral da Direção-Geral da Política de Justiça, na sequência da polémica com José Guerra, o procurador nomeado para a procuradoria europeia. Francisca Van Dunem já aceitou o pedido do responsável.

Miguel Romão apresentou, esta segunda-feira de manhã, a demissão à ministra da Justiça, depois de Francisca Van Dunem ter afirmado, numa carta enviada ao conselho da União Europeia, que os responsáveis por informações falsas sobre o curriculum de José Guerra foram os serviços da Direção-Geral.

Recorde-se que o documento justificava a decisão do Governo português para que fosse nomeado José Guerra em vez de Ana Carla Almeida, a procuradora que tinha sido escolhida por um comité internacional.