Economia

Impresa vende posições na Vasp e na Lusa ao grupo de Marco Galinha

Com venda destas posições à Páginas Civilizadas, Impresa encaixa 3,35 milhões.

A Impresa celebrou com a Páginas Civilizadas, do Grupo Bel de Marco Galinha, contratos-promessa para a venda das suas posições acionistas na Vasp Distribuidora de Publicações e na Lusa.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o grupo de Pinto Balsemão informa que celebrou, no último dia de 2020, um contrato-promessa com a Páginas Civilizadas, com o qual se compromete a vender, por 2,1 milhões de euros, um total de 222 mil ações, com o valor nominal de 3,50 euros, representativas de 33,33% do capital da Vasp.

A mesma nota refere que o grupo Impresa celebrou ainda um contrato-promessa de compra e venda pelo qual se compromete a vender 476.064 ações, cada uma com o valor nominal de 2,50 euros, representativas de 22,35% do capital social da Lusa - Agência de Notícias de Portugal S.A., pelo preço de 1,25 milhões, “estando a celebração do contrato definitivo de compra e venda sujeita à finalização de uma auditoria contabilística e financeira e à não oposição à transação por parte da Autoridade da Concorrência”.

Recorde-se que em novembro do ano passado a Autoridade da Concorrência deu luz verde à entrada do grupo Bel no controlo da Global Media, que detém o Diário de Notícias. A Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) também não se opôs a esta operação.