Economia

Fusão aprovada. Fiat e PSA formam o quarto maior fabricante de automóveis

Liderança do novo grupo está a cargo do português Carlos Tavares.

Os acionistas da francesa PSA, que é dona da Peugeot, deram esta segunda-feira luz verde à fusão com a Fiat Chrysler. Está mais um passo dado para a criação do quarto maior fabricante de automóveis do mundo que terá, na liderança, o português Carlos Tavares, que é o atual CEO do grupo PSA.

Segundo a Reuters, o aval para esta fusão foi dado numa assembleia extraordinária do grupo PSA e contou com mais de 99% dos votos a favor para a criação da Stellantis, a empresa que resulta desta fusão.

Durante a reunião, Carlos Tavares deixou a garantia: “Estamos prontos para esta fusão”. O responsável acrescentou que a data para o fecho do negócio será anunciada em breve se todas as aprovações dos acionistas forem concedidas.

Recorde-se que esta fusão contou recentemente com o ok de Bruxelas, num negócio de 38 mil milhões de dólares (mais de 31 mil milhões de euros).

A Stellantis vai englobar 14 marcas de automóveis, como é o caso da Maserati, Alfa Romeo, Jeep e Lancia. O grupo francês PSA já abrange a Peugeot, Citroën e Opel.

Recorde-se que a fusão destes dois grupos, anunciada há cerca de um ano, dará origem ao quarto maior fabricante do mundo e aponta para sinergias na ordem dos 3,7 mil milhões de euros, em que a grande maioria desta poupança será do ponto de vista tecnológico, produtos e plataformas.

O acordo assinado prevê participações de 50% de cada uma das empresas e é deixada a garantia que não vão ser encerradas quaisquer fábricas já existentes.