Politica

PSD exige lista de lares ilegais que pertencem ao programa de vacinação contra covid-19

Ministra do Trabalho, da Solidariedade e da Segurança Social revelou que existem 788 lares ilegais na lista do programa de vacinação nesta segunda-feira.

O grupo parlamentar do Partido Social Democrata (GPPSD) entregou nesta terça-feira um requerimento na Comissão Eventual para o acompanhamento da aplicação das medidas de resposta à pandemia da doença COVID-19 e do processo de recuperação económica e social para que seja revelado a lista de “788 lares ilegais identificados pelo ministério e que estão integrados no programa de vacinação contra a Covid-19”.

Esta declaração partiu da Ministra do Trabalho, da Solidariedade e da Segurança Social, Ana Mendes Godinho, quando presenciou nesta segunda-feira a primeira utente do lar de idosos em Mação a ser vacinada contra a covid-19.

O GPPSD indica que “segundo a Associação de Apoio Domiciliário, de Lares e Casas de Repouso de Idosos (ALI) o número estimado de unidades ilegais é superior às instituições legalizadas, estimando-se que existam 3.500 lares ilegais ou clandestinos apenas na faixa litoral entre Viana do Castelo e Setúbal”, pode ler-se no documento apresentado pelos social-democratas.

Este requerimento foi entregue também à comissão da Saúde e à Comissão de Trabalho e Segurança Social, para que seja feita uma audição conjunta entre as três comissões com a presença urgente do Presidente da ALI, João Ferreira de Almeida.