Internacional

Presidente dos EUA proíbe entrada de cidadãos estrangeiros do movimento Antifa no país

Os Estados Unidos olham para este movimento como sendo uma “organização criminosa”.


O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, proibiu a entrada no país a cidadãos estrangeiros que pertençam ao movimento Antifa, que se autodenominam de “antifascistas”. As autoridades norte-americanas olham para este movimento como sendo uma “organização criminosa”.

"Um dos propósitos fundamentais do nosso Governo é proteger a segurança dos nossos cidadãos", afirmou Trump, numa nota enviada esta terça-feira à noite aos secretários norte-americanos da Justiça e Segurança Nacional.

“Com o objetivo de criar comunidades pacíficas e prósperas, a lei federal de imigração assegura que os benefícios da imigração possam ser outorgados apenas àqueles indivíduos que cumprem as leis que governam os Estados Unidos”, completou o Presidente cessante.