Internacional

Mulher morre após ser baleada no pescoço no decorrer da invasão ao Capitólio

A vítima não resistiu aos ferimentos.


Uma mulher morreu após ser baleada dentro do Capitólio, esta quarta-feira, aquando da invasão levada a cabo por apoiantes de Donald Trump.

Em primeira instância, um produtor do canal televisivo MSNBC partilhou imagens, no Twitter, de uma pessoa que parecia estar ferida, enquanto era transportada numa maca. O respetivo órgão de informação avançou que teria sido um agenda da polícia do Distrito de Columbia a disparar o tiro.

É de referir que, a seu lado, a CNN informou que a mulher estava em estado crítico depois de ser atingida no peito, enquanto o Washington Examiner explicitou que havia sido atingida no pescoço, veiculando um vídeo gráfico. Lindsay Watts, uma repórter de uma estação afiliada da Fox News em Washington, DC, adiantou, no Twitter, que soube por parte de uma fonte paramédica que uma pessoa havia sido baleada e que a reanimação cardiopulmonar estava a ser executada na vítima. Já o PBS NewsHour confirmou que a mulher havia sido atingida por uma bala, contudo, a mesma não teria sido disparada por um agente da autoridade.

Assim, as circunstâncias que envolveram o tiroteio permanecem ainda envoltas em muita controvérsia. A NBC News deu a notícia da morte pouco antes das 18 horas locais, quase 23h em Portugal Continental.