Internacional

Nova estirpe de covid-19 está há duas semanas em Espanha

A estirpe detetada no Reino Unido já chegou a diversos países europeus e aos Estados Unidos.

A nova estirpe de coronavírus, descoberta no Reino Unido e mais contagiosa do que as anteriores, já tinha sido detetada em Espanha. Agora, as autoridades de saúde afirmam que esta já se encontrava dentro das fronteiras do país vizinho há pelo menos duas semanas.

A notícia foi avançada pelo El País, que explicou, através de dados conferidos pela Fundação Fisabio, entidade de investigação biomédicas com sede em Valência, e membro do grupo espanhol que analisa genomas do SARS-CoV-2, que os infetados não possuem nenhuma relação epidemiológica com o Reino Unido, uma vez que não viajaram para fora do país nem estiveram em contacto com ninguém que tenha estado no Reino Unido.

Enquanto os laboratórios completam o processo de sequenciar o genoma, os hospitais espanhóis aguardam os resultados para perceberem se tem entre os seus pacientes doentes infetados com a nova estirpe.

“Há cerca de duas semanas que tem existido transmissão comunitária da nova variante, mas em níveis que devem ser bastante baixos”, explicou ao jornal espanhol o professor de genética da Universidade de Valencia e pesquisador da Fundação Fisabio, Fernando González Candelas.

“Fizemos um sequenciamento parcial e vimos que a amostra apresenta as mesmas mutações detetadas no Reino Unido”, disse. “Não tenho dúvidas porque não é apenas uma mutação, mas sim muitas, embora, por enquanto, precisemos completar o sequenciamento do genoma”, concluiu o professor.

A nova variante já se espalhou em diversos países – foi detetada em França e na Suécia, e até já atravessou continentes. Esta segunda-feira, o governador de Nova Iorque, Andrew Cuomo, informou que um homem com cerca de 60 anos testou positivo para a variante do coronavírus.