Politica

Costa anuncia novas restrições e abre a porta para endurecimento das medidas

Só 25 concelhos ficam de foram destas restrições. Primeiro-ministro admite endurecer medidas nas próximas semanas.

O primeiro-ministro, António Costa, anunciou, esta quinta-feira, as medidas que irão vigorar durante o novo estado de emergência, que começa às 00h00 desta sexta-feira e prolongar-se-á até às 23h59 do dia 15 de janeiro.

Durante o briefing do Conselho de Ministros, Costa lembrou que este estado de emergência “vigora exclusivamente pelo período de sete dias porque todos entenderam aguardar pela próxima semana para dispor de dados mais sólidos sobre o período de Natal”.

Assim, o Governo decidiu manter as regras já em vigor para os próximos sete dias. Por outro lado, em todos os concelhos com mais de 240 casos por cem mil habitantes estará em vigor a regra de proibição de circulação entre concelhos e de proibição de circulação na via pública após as 13 horas ao fim de semana. Só 25 concelhos do país ficarão de fora destas restrições.

O primeiro-ministro defendeu que têm de ser ajustadas medidas à evolução da pandemia e, depois de o país superar os 10 mil novos casos diários, Costa admite endurecer as medidas.

“A situação, não estando ainda totalmente clarificada, indicia que há um agravamento da situação e que provavelmente teremos de adotar medidas mais restritivas a partir da próxima semana”, disse, remetendo para a importância da reunião de dia 12 no Infarmed.

“Muito provavelmente teremos de adotar na próxima semana medidas de restrição mais elevadas, tal como está a acontecer na generalidade dos outros países da Europa”, admitiu.

Questionado sobre a possibilidade de voltar a encerrar as escolas, Costa disse que tal não deverá acontecer e revelou que em cima da mesa estará a hipótese de alargar as restrições aplicadas ao fim de semana aos restantes dias da semana. "O mais provável é voltarmos ao cenário de março", confessou.

O primeiro-ministro garantiu ainda que as novas restrições não terão impacto nas eleições presidenciais de 24 de janeiro. “A lei do estado de emergência não permite qualquer tipo de restrição à atividade política”, lembrou, frisando que acredita que tudo decorrerá em segurança.

Eis 25 concelhos que se encontram no nível de risco moderado, com menos de 240 mil casos de infeção por 100 mil habitantes acumulados a 14 dias:

Alcoutim

Aljezur

Almeida

Arronches

Barrancos

Carrazeda de Ansiães

Castanheira de Pêra

Castelo de Vide

Coruche

Ferreira do Alentejo

Freixo de Espada à Cinta

Lagoa

Manteigas

Monchique

Odemira

Pampilhosa da Serra

Proença-a-Nova

Resende

Santiago do Cacém

Sardoal

Sernancelhe

Sines

Torre de Moncorvo

Vila de Rei

Vila do Bispo