Sociedade

Portugal regista novo máximo diário de casos e ultrapassa, pela primeira vez, os 600 doentes em UCI

País continua a bater recordes. Lisboa e Vale do Tejo regista a maior parte dos casos e óbitos das últimas 24 horas.

Portugal bateu, pelo segundo dia consecutivo, o recorde de novos casos diários de covid-19. De acordo com o boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS) desta quinta-feira, nas últimas 24 horas foram diagnosticados 10.698 casos de infeção – o número mais elevado desde o início da pandemia no país. Este recorde pertencia ao dia de ontem, quando tinham sido reportados 10.556 novos casos.

O número de óbitos diários continua elevado e o país soma mais 148 vítimas mortais. Durante a crise pandémica, já foram confirmados 517.806 casos do novo coronavírus e há a lamentar 8.384 óbitos associados à doença.

Lisboa e Vale do Tejo voltou a ser a região com o maior número de novos casos, com 4.071 novas infeções. Segue-se o Norte com mais 3.461. No Centro registaram-se mais 2.128 contágios, no Alentejo mais 520 e no Algarve mais 400. No arquipélago da Madeira há mais 61 infetados e no dos Açores mais 67.

À semelhança dos novos casos, também a maior parte dos óbitos das últimas 24 horas ocorreram na região de Lisboa e Vale do Tejo (71). No Norte morreram mais 35 pessoas, no Centro 29 e no Alentejo nove. O Algarve e o arquipélago da Madeira registaram dois óbitos cada.

O número de internamentos continua a aumentar sem parar. Nas últimas 24 horas, mais 128 infetados deram entrada nos hospitais portugueses. No total, estão internadas 4.368 pessoas devido à covid-19 – um novo máximo. Destas, 611 estão em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI), mais 15. É a primeira vez que o país ultrapassa os 600 internamentos em UCI.

Por outro lado, o número de recuperados subiu para 387.607 depois de mais 5.063 pessoas terem vencido a doença.

Atualmente, existem 121.815 casos ativos e as autoridades têm sob vigilância 138.992 contactos.

Consulte aqui o boletim na íntegra.