Vida

Advogada Suzana Garcia revela que sofreu aborto "há uma semana"

Suzana Garcia revelou que já sofreu dois abortos, o último "há uma semana".

Suzana Garcia esteve à conversa, esta sexta-feira, com Júlia Pinheiro, na SIC. Numa entrevista emotiva, a advogada, que se tornou conhecida pelos seus comentários no programa Você na TV, que era transmitido na TVI, recordou o pai e confessou que sofreu recentemente um aborto.

Visivelmente emocionada, a advogada disse que o final do seu curso não foi um momento de grande felicidade.. "Foi o momento mais trágico. Não pude comemorar com o meu pai e isso foi muito difícil. O meu pai morreu com cancro de estômago", disse, contando que tinha apenas 22 anos quando o pai morreu.

"Tive medo de tudo. (…) Tive pena porque depois daquilo tudo que ele tinha feito, merecia ter-me visto chegar à etapa que eu queria chegar. Tenho pena de o meu pai não me ter visto a licenciar-me, a comprar a primeira casa, de não ter feito o primeiro jantar na minha casa para o meu pai. Quando tenho um sonho, gosto de o concretizar e faço tudo para concretizar, mas há coisas que nos saem das mãos. Mas também fiz as pazes com Deus", acrescentou.

Questionada pela apresentadora sobre aquilo que lhe "falta fazer", a advogada sublinhou diversas coisas, uma delas ser mãe.

"Eu tenho tanta coisa ainda para fazer e para ver, tenho muitas pessoas que não conheço ainda e que vou conhecer e vou tocar (…) falta-me viajar para muitos países, falta-me criar uma associação para defesa das crianças vítimas de abuso sexual, falta-me poder ter no meu regaço uma cria minha", disse. "Eu gostava de ser mãe, é um desejo profundo", acrescentou, revelando depois que tem tido dificuldades em engravidar e que já sofreu dois abortos – um o ano passado e o último "há uma semana".

"Tecnicamente, uma em cada quatro mulheres sofre o aborto (…) acho que devíamos falar sobre este assunto de forma mais aberta (…) quem estiver a ver-me e que está a passar por isto como eu passei o ano passado, como eu passei há uma semana que saiba que não está sozinha, que acontece", disse, em lágrimas.

"A primeira vez que nos acontece marca-nos para o resto da vida porque a segunda gravidez já não é vivida com o descomprometimento da primeira. Na segunda [gravidez] a pessoa já está a pensar se vai correr bem", contou.

"Há uma semana fui fazer a segunda ecografia, no mesmo dia a minha prima, que tem menos dez anos que eu, estava a fazer a mesma ecografia e tivemos o mesmo diagnóstico. Havia saco gestacional mas não havia embrião", revelou.

"É ridículo mas ficamos a pensar, será que foi por ter comido papaia? A papaia pode ser abortiva. Será que foi porque fui ao ginásio? Será que foi porque trabalhei muito? Será que tudo", partilhou.