Sociedade

Manifestantes atiram pedras e objetos cortantes contra carro de André Ventura em Setúbal

Um dos manifestantes foi detido. Ainda não foram confirmados eventuais feridos. 

Um grupo de mais de 100 manifestantes arremessou, nesta tarde de quinta-feira, pedras e objetos cortantes contra o carro em que se seguia o candidato às presidenciais André Ventura, depois de um comício em Setúbal.

A Polícia de Segurança Pública (PSP) teve de intervir com o recurso a bastões para que a violência terminasse.  

Uma fonte da PSP disse à agência Lusa que um dos manifestantes foi detido. Ainda não foram confirmados eventuais feridos.  

Apesar dos incidentes, a manifestação era esperada pelas autoridades policiais.

O comandante distrital de Setúbal, Viola Silva, disse à TVI que "a PSP tentou até ao fim evitar que isto acontecesse, mas num estado de direito não pode permitir que isto aconteça. Temos de respeitar todas as pessoas que se candidatam à Presidência da República", acrescentou.  

De acordo com a Lusa, grande parte dos protestantes era de etnia cigana, que tem sido variadíssimas vezes criticada por Ventura.

A candidata à Presidência da República, Ana Gomes, já reagiu ao incidente na rede social Twitter e disse que é "contra qualquer tipo de protesto violento contra qualquer candidato", acrescentando ainda que "ninguém atua de forma violenta em meu nome".