Economia

Emprego. Queda na oferta (-31%) e na procura (-33%) no 4.º trimestre de 2020


A oferta e procura de emprego caíram 31% e 33%, respetivamente, no quarto trimestre de 202, em comparação com o mesmo período do ano anterior.

As conclusões surgem num estudo da plataforma OLX, com base nos anúncios ativos (oferta) e contactos feitos a anúncios (procura) na categoria de Emprego. As conclusões indicam que do lado da oferta verificou-se um decréscimo ao longo dos últimos três meses do ano de 31% – outubro (-4%), novembro (-11%) e dezembro (-11%) –, enquanto do lado da procura o recuo foi ainda maior, de 33% – outubro (-10%), novembro (-18%) e dezembro (-14%).

Em comparação com o período homólogo, Lisboa, Porto, Setúbal, Braga e Aveiro destacam-se como os distritos com quebras mais acentuadas em anúncios ativos quando comparados com o mesmo período de 2019. Já no que respeita à procura, Lisboa, Porto, Setúbal, Braga e Faro foram os distritos onde se registou uma maior quebra ao longo do quarto trimestre.

Construção Civil (55,78%), IT e Telecomunicações (48,99%) e Comercial (43,43%) são as categorias de emprego que tiveram mais anúncios ativos na plataforma durante este período. A OLX acrescenta ainda que Comercial, Construção Civil, Transportes e Logística e Restauração, Hotelaria e Turismo foram as subcategorias com mais contactos registados no quarto trimestre do ano passado.