Politica

Vitorino Silva: "O povo vai sair à rua, vai desabafar, vai falar bem alto"

O candidato exerceu o seu direito de voto às 11h30 na Junta de Freguesia de Rans, no concelho de Penafiel.

Vitorino Silva: "O povo vai sair à rua, vai desabafar, vai falar bem alto"

DR  


Vitorino Silva, mais conhecido por Tino de Rans, já votou este domingo para as eleições presidenciais. O candidato exerceu o seu direito de voto às 11h30 na Junta de Freguesia de Rans, no concelho de Penafiel.

"O povo vai sair à rua", garantiu Vitorino Silva aos jornalistas, apesar dos números elevados referentes à pandemia de covid-19. "Fiz uma campanha segura, a pensar nos outros, contente por ter exercido o direito de voto. O povo vai sair à rua, vai desabafar, vai falar bem alto. O povo todo, os jovens, os idosos, perceberam que o voto conta. Há quem ande à boleia da democracia", começou por dizer, admitindo, porém, que teve algum receio de que as pessoas não saíssem à rua para votar.

"Pensei que as pessoas não iam sair, mas as pessoas querem defender a democracia. Não há votos iguais, um voto de um juiz, de um preso, de um doente hospitalar. Mas sei que a esta hora já votaram mais pessoas que em anos anteriores. tenho a certeza que nenhum português vai passar procuração a ninguém para votar", sublinhou.

Além disso, Vitorino Silva quis ainda agradecer a quem o apoiou durante a campanha presidencial. "Esta eleição passou muito rápido. Passados cinco anos estou mais calmo. Agradeço à minha filha, que me ajudou a ser diferente. Já não é o Tino, é o Vitorino. Foi a comunicação social que criou o Tino", concluiu, acrescentando que vai passar o dia em casa.

Às eleições, recorde-se, concorrem sete candidatos - Marisa Matias (apoiada pelo Bloco de Esquerda), Marcelo Rebelo de Sousa (PSD e CDS/PP), Tiago Mayan Gonçalves (Iniciativa Liberal), André Ventura (Chega), Vitorino Silva, João Ferreira (PCP e PEV) e Ana Gomes (PAN e Livre).

Os comentários estão desactivados.