Economia

Banco de Portugal instaura 46 processos e coimas de 897 mil euros no 4.º trimestre

Entidade liderada por Mário Centeno, no mesmo período, decidiu 31 processos.

O Banco de Portugal instaurou 46 e decidiu 31 processos de contraordenação no quarto trimestre do ano.

De acordo com a entidade liderada por Mário Centeno, "dos 31 processos decididos, 9 respeitam a infrações de natureza comportamental, 9 respeitam a infrações às regras em matéria de recirculação de numerário, 9 respeitam a infrações de natureza prudencial, 3 respeitam a infrações relacionadas com atividade financeira ilícita e 1 respeita a infrações a deveres relativos à prevenção do branqueamento de capitais e do financiamento do terrorismo". 

No contexto das decisões proferidas foram aplicadas coimas que totalizaram 897 mil euros, dos quais 37.500 euros suspensos na sua execução.