Internacional

Nova Zelândia mantém fronteiras fechadas até a população estar "vacinada e protegida"

As fronteiras neozelandesas estão fechadas aos estrangeiros desde março.

As fronteiras da Nova Zelândia irão permanecer fechadas até a população estar "vacinada e protegida", anunciou esta terça-feira a primeira-ministra, Jacinda Ardern.

"A Nova Zelândia só sentirá que voltou realmente ao normal quando houver um certo nível de normalidade no resto do mundo também", disse, em conferência de imprensa. 

O país detetou, no fim de semana, o primeiro caso de contágio em mais de dois meses de uma neozelandesa que regressou da Europa e testou positivo ao novo coronavírus dez dias depois de ter terminado a quarentena de duas semanas. Este caso, explica Ardern, mostra o risco que o vírus representa para a Nova Zelândia, que até agora tem sido bem sucedida no controlo da pandemia.

"Dado os riscos no mundo e a incerteza quanto às campanhas de vacinação internacionais, podemos esperar que as nossas fronteiras sejam afetadas durante grande parte do ano", afirmou.

As fronteiras neozelandesas estão fechadas aos estrangeiros desde março do ano passado. Desde o início da pandemia, o país, de cinco milhões de habitantes, contabilizou menos de dois mil casos de contágio e 25 mortes causadas pela covid-19.