Sociedade

Detido na Alemanha turista que algemou mulher a árvore no Gerês em 2019

Mulher ficou várias horas presa. Homem, também de nacionalidade alemã, é agora acusado de homicídio na forma tentada.

A Polícia Judiciária (PJ) solicitou às autoridades alemãs o cumprimento de mandado de detenção europeu, visando um cidadão alemão, depois de uma investigação permitir indiciá-lo pelos crimes de homicídio, na forma tentada, sequestro, abuso sexual de pessoa incapaz de resistência e burla informática.

Em comunicado, a PJ revela que os factos em investigação ocorreram no dia 15 de fevereiro de 2019, quando o suspeito e a vítima, também ela de nacionalidade alemã, passavam férias em Portugal, na Serra do Gerês.

“Sem razão aparente, o suspeito conduziu a vítima até um local ermo daquela Serra, onde a vendou, amordaçou e algemou em volta de um tronco de árvore, abandonando-a, sujeita às baixas temperaturas habituais naquela altura do ano e aos animais selvagens", lê-se.

Logo após a prática dos factos, o suspeito apropriou-se dos cartões bancários da vítima, vindo a fazer vários levantamentos em ATM’s, encetando em seguida a fuga, vindo agora a ser detido na Alemanha e entregue à PJ.

Recorde-se que o caso ficou conhecido no país, na altura, depois de a turista ser encontrada pela GNR algemada a uma árvore junto uma estrada florestal. A GNR foi alertada por um grupo de jovens que jogava futebol no parque desportivo do Campo do Gerês e que ouviu os gritos e os pedidos de socorro persistentes de uma mulher. A mulher, de 29 anos, estaria ali presa há mais de dez horas, segundo contou às autoridades. Tudo começou quando o seu companheiro a prendeu a uma árvore numa alegada brincadeira sexual. Contudo, este acabou por abandoná-la e desaparecer.

O detido de 55 anos, sem atividade profissional conhecida e com antecedentes criminais por crimes contra o património, vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.