Vida

Após críticas ao Alentejo por causa de Ventura, Maria Vieira ataca Malato: "Criatura infeliz e mal-amada"

Maria Vieira considera que o Alentejo é "um povo que é a antítese dos Malatos desta vida", que se "olham no espelho e que apenas veem a reflexão do ódio, da raiva e da intolerância que os atormenta, o mesmo ódio, a mesma raiva e a mesma intolerância de que acusam os outros".


Maria Vieira voltou a sair em defesa de André Ventura. Desta vez a humorista criticou José Carlos Malato, que se mostrou indignado com os resultados obtidos pelo Chega no Alentejo, nas eleições presidenciais.

A atriz, que foi mandatária presidencial de Ventura para as comunidades portuguesas emigrantes, começou por elogiar o povo alentejano e atacou depois o apresentador da RTP, adjetivando-o de “infeliz” e criatura “mal-amada”.

“O povo alentejano tem horizontes largos e amplos como as planícies que caracterizam a sua terra dourada, é um povo contemplativo e paciente, mas não é um povo ignorante e passivo e por isso, de forma silenciosa mas determinada, disse não ao comunismo e à Esquerda em geral e resolveu abraçar a esperança, a justiça, a determinação e a coragem que vislumbrou em André Ventura e no partido de que ele é líder”, começou por escrever Maria Vieira, num texto partilhado no Facebook.

“E depois vem esta criatura infeliz e mal-amada, vem este Malato que nada realiza, que nada produz e para que nada serve, vem este ‘animador’ de pantalha que vive à custa do dinheiro público, do dinheiro suado pelos mesmos que agora insulta, vem esta personagem de olhos tristes e vazios, afirmar publicamente que ‘o Alentejo é uma vergonha’, injuriando assim a inteligência, o caráter e as escolhas de um povo que é a antítese dos Malatos desta vida e que nada tem a ver com estas criaturas saltitantes que se olham no espelho e que apenas veem a reflexão do ódio, da raiva e da intolerância que os atormenta, o mesmo ódio, a mesma raiva e a mesma intolerância de que acusam os outros, aqueles outros que deles discordam, aqueles outros como André Ventura, que os bravos alentejanos, com absoluta e total legitimidade, resolveram escolher como seu representante”, acrescentou.

A humorista critica depois a RTP.

“É absolutamente inadmissível que a RTP, uma emissora pública que é financeiramente suportada pelos impostos do povo português, ainda permita que esta criatura, esta personagem inenarrável, integre os seus quadros profissionais e tenha ainda a audácia de mostrar a cara nos ecrãs que são olhados pelas vítimas dos seus inusitados insultos, das suas ásperas ofensas e das suas vergonhosas injúrias!  Não, o Alentejo não é uma vergonha. E sim, o povo alentejano tem memória. Viva o Alentejo. Viva Portugal”, rematou.

Recorde-se que José Carlos Malato, natural de Monforte, se mostrou desagradado, através do Instagram, com os resultados obtidos por Ventura e afirmou mesmo: “O Alentejo é uma vergonha. Gente sem memória. Sou lisboeta a partir de hoje".

O Alentejo gritou CHEGA no passado Domingo! O povo alentejano tem horizontes largos e amplos como as planícies que...

Publicado por Maria Vieira em Terça-feira, 26 de janeiro de 2021