Desporto

Coppa Itália. Equipas lutam por lugar na final

A primeira mão das meias finais da Taça de Itália joga-se esta semana. O Inter recebe a Juventus, na terça-feira, e o Nápoles, campeão em título, o Atalanta, na quarta-feira.

É semana de Coppa Italia. Muitos já ficaram para trás: o Milan AC foi eliminado pelos conterrâneos do Inter, por duas bolas a uma, a Roma de Paulo Fonseca sofreu uma goleada por três a zero em casa frente ao La Spezia, e a Lazio ficou pelos quartos de final, após perder com o Atalanta por três a dois.

Na terça-feira, pelo menos mais uma das principais equipas transalpinas vai ficar pelo caminho. O Inter de Milão recebe a Juventus de Cristiano Ronaldo para jogar a primeira mão da meia final. As duas equipas enfrentaram-se há duas semanas, e os milaneses bateram os vizinhos de Turim por dois a zero, a contar para a liga italiana.

É um duelo de titãs, o derby d’Italia, e a Juventus, apesar de ser eneacampeã da liga italiana e vice-campeã da Coppa Itália em título, não está no melhor caminho para o decacampeonato. As duas equipas estão separadas por uma distância de cinco pontos na liga, apesar de a Juventus ter um jogo a menos, e de contar com cinco vitórias nas últimas seis partidas. O Inter, por sua vez, tem tido um histórico mais errático, com três vitórias, dois empates e uma derrota a marcar as últimas jornadas.

Na Taça de Itália, o caminho do Inter até à meia final não foi fácil. O golo da vitória frente ao AC Milan chegou aos 90+7 minutos, e a partida acabou em polémica entre Romelu Lukaku e Zlatan Ibrahimovic, o que deixou o sueco fora do embate contra a Juventus.

Do lado da Juve, a história foi outra. A vecchia signora esmagou o SPAL por quatro a zero, e selou assim o seu lugar nas meias finais da Taça. A vitória sobre o Génova, nos 16 avos de final, foi mais suada: chegou já ao minuto 104.
Ainda que o último confronto entre as duas equipas tenha visto o Inter como vencedor, tal não acontecia num derby d’Italia desde 2016.

A outra face da moeda

Do outro lado das meias finais estão o Nápoles (campeão em título), e o Atalanta, que vem de vencer a Lazio por três bolas a duas, que viu José Luis Palomino ser admoestado com um cartão vermelho e, portanto, impedido de jogar as meias finais. Os napolitanos, por sua vez, que incluem o internacional português Mário Rui, venceram o La Spezia por quatro bolas a duas, e não vacilaram no caminho para as meias finais.

Na memória da equipa de Bérgamo está, com certeza, a derrota frente aos napolitanos por quatro bolas a uma, a contar para a liga italiana, em outubro do ano passado.